>>> "Combate à AltaTensão vai continuar..."

Quinta-feira, 04 / 10 / 2007

A comissão de moradores de Vale Fuzeiros. entre outras da freguesia de São Bartolomeu de Messines, que se encontraram hoje em Lisboa frente da sede da REN, ameaçaram apresentar uma providência cautelar junto do tribunal para impedir a construção da linha de muito alta tensão nas respectivas zonas da freguesia Messinense.

Sérgio Santos, um dos principais representantes dos moradores afectados pelo traçado, acrescentou hoje à comunicação social, que o responsável da Rede Eléctrica Nacional (REN) Jorge Lixa não lhes deu garantias de que as obras vão parar, apelando ao Ministério da Economia para que juntamente com o Ministério do Ambiente encontre uma solução para alternar a fixação dos postes de alta tensão, de forma a não prejudicar os habitantes.

A população pensa agora seriamente em recorrer juridicamente ao caso, na hipótese de poder obter os mesmos resultados do processo jurídico instaurado pela população de Sintra à REN, que ganharam pela voz do Supremo Tribunal Administrativo, ao confirmarem a decisão de mandar desligar a linha aérea de muito alta tensão instalada pela REN entre Fanhões e Trajouce, no concelho de Sintra.

Texto: Patrick Martins

>>> "Lisboa, o próximo local de protestos..."

Terça-feira, 02 / 10 / 2007

Na próxima quinta-feira, 4 de Outubro, Lisboa vai ser alvo dos próximos protestos da população da freguesia de São Bartolomeu de Messines, afectadas pelo futuro traçado dos postes de alta tensão da REN.

Depois de na passada semana, Silves ter sido vitima dos buzinões em prole dos protestos que persistem desde o mês de Abril, a população mostra-se com todo o rigor na luta pelo os seus direitos, querendo agora chegar mais longe a manifestar o seu descontentamento, sendo agora o alvo apontado como a sede da REN (Rede Eléctrica Nacional) em Lisboa, pelas 15.00h de quinta-feira.


Sérgio Santos, residente em Vale Fuzeiros e habitual declarado na defe
sa da população local afectada pela pretensão da REN, surgiu no passado sábado com a proposta a toda à população local, para uma ida a Lisboa numa ultima esperança, para que a REN possa voltar a alternar o traçado sul na zona de Vale Fuzeiros para norte. Ainda que, também a população da aldeia de Abrutiais entre outras que se seguem já afectadas pelos gigantes postes afixados perto das suas habitações, também irão manifestar os seus descontentamentos, apesar de as hipóteses já serem bastante reduzidas para se corrigir, em relação à de Vale Fuzeiros.

Esta manifestação requer bastante apoio a toda à população da freguesia de Messines, assim como outras populações que possam ser solidárias.
Os locais e hora de partida para a manifestação, são pelas 10.15h em Vale Fuzeiros (Café Casa da Vinha), 10.30h na Amorosa (Café Alice) e pelas 10.40h na Vila de São Bartolomeu de Messines, junto da cerca da Feira. O transporte será em autocarros e as confirmações para a obtenção dos lugares serão até às 12.00h de quarta-feira. O preço irá atingir somente 10€. Para mais e melhores informações ligue para os seguintes números de telefone 965 012 305 ou, 282 332 160.

--------------------------------------------------------------

Outras populações em Portugal também recorrem às habituais manifestações contra a REN, e ao que tudo indica, algumas populações conseguiram mesmo ganhar nos processos jurídicos contra a REN, como por exemplo os habitantes de Queluz.

Sérgio Santos, residente de Vale Fuzeiro, juntamente com sua esposa, foram contactados no inicio de Agosto, por um sujeito do Cacém - Sintra, indicando possibilidades de unir testemunhas nos processos jurídicos das várias zonas afectadas pelos postes de muito alta tensão, como podem ver na seguinte imagem:
> clique em cima da imagem <

Texto: Patrick Martins

>>> "Manifestação do caso "alta tensão" ..."

Terça-feira, 25 / 09 / 2007

Foi no passado Sábado, 22 de Setembro, realizada a manifestação pela comissão de moradores afectados na freguesia de São Bartolomeu de Messines pelo traçado da linha de alta tensão, pelo o qual uma nova mudança da REN (Rede Eléctrica Nacional) ao traçado esteve em causa para os fortes protestos na cidade de Silves.


Cerca de seis dezenas de automóveis deslocaram-se à cidade de Silves logo pela manhã, desfilando em buzinão entre a Cruz de Portugal e os Bombeiros Volu
ntários, em função de protesto contra a REN expor na zona de Vale Fuzeiros o traçado sul como nova alternativa, após um estudo ambiental ter concluido a descoberta de um ninho de águias Bonelli na rota do traçado norte pretendido pela população de Vale Fuzeiros. Também os Presidentes das Juntas de Freguesias de Messines e Silves marcaram presença no feito, em colaboração e na luta pelos os direitos e pelo respeito das populações das zonas futuramente afectadas.

A população reclama que, por mais que todo o ser humano incluido nesta situação não seja visto com maior importância em relação a um ninho de um casal de águias, profere ainda que o ninho encontra-se sem efeito há dois anos, sem criação e estando este metade caido no chão e numa árvore ardida pelo um incêndio ocorrido em anos anteriores.



Texto: Patrick Martins
Fotografia: Luciano Sequeira

>>> "REN ameaça de novo traçado sul..."

Quinta-feira, 20 / 09 / 2007

A REN voltou a dispor em Vale Fuzeiros o traçado sul da linha de alta tensão como alternativa, indesejado pela população local que desde o mês de Março lutou para o alternar, a REN põe como único obstáculo desta nova mudança um ninho de águias Bonelli em vias de extinção que se encontra numa árvore ardida.

A conclusão parte de um estudo ambiental, proposto pela Rede Eléctrica Nacional (REN), em que o factor ecologia do traçado norte torna-se mais preocupante para a REN do que o património arqueológico e a zona socioeconómica que o traçado sul abrange. Mesmo assim, as conclusões do estudo ambiental, apontam como preferível o traçado a norte, na preservação da paisagem e património cultural. A situação está a ser avaliada por uma comissão na Agência Portuguesa do Ambiente e, será comunicada em breve a decisão no gabinete do Secretário de Estado do Ambiente.

A população está indignada com a pretensão da REN, mais de 250 pessoas sentem-se desvalorizados pela troca de um casal de águias, à saude pública dos seres humanos entre outros prejuízos. Ao que tudo indica, a luta irá continuar, levando a uma manifestação de maior condolência por parte da população afectada pelo traçado sul, entre outras populações da freguesia também afectadas pela linha de muito alta tensão.

A manifestação está marcada já para o próximo sábado, dia 22 em Silves e, terá início pelas 10.00h. Sérgio Santos, residente da aldeia e um dos responsáveis pela iniciativa da manifestação, num comunicado entregue à nossa equipa, apela a todas as pessoas que possam presenciar e colaborar numa marcha lenta acompanhado de buzinão. O local de partida será junto á cruz de Portugal, seguindo depois até aos Bombeiros Voluntários, voltando depois novamente até a cruz de Portugal.

Texto: Patrick Martins
Fotografia: Luciano Sequeira

>>> "Decorre a exposição ´O Remexido´..."

Quarta-feira, 19 / 09 / 2007

A exposição "O Remexido", como já foi aqui publicada no inicio do presente mês, na agenda de eventos, encontra-se patente na Junta de Freguesia de São Bartolomeu de Messines. O evento iniciou-se no passado dia 15 de Setembro e vai decorrer até ao próximo dia 13 de Outubro.

Paralelamente decorrerão vários eventos, destacando-se:
- Pelo Grupo de Teatro “Penedo Grande” O Processo do Guerrilheiro, dia 4 de Outubro às 21.00h no adro da Igreja Matriz.
- Conferência com o Historiador Professor Doutor António Monteiro Cardoso – O Tema será “A Guerrilha do Remexido e a Guerra Civil”, dia 5 de Outubro às 21.00h na sede da Junta de Freguesia.
- Encerramento da exposição, conferência com o jovem Oficial do Exército, Pedro Neves, dia 13 de Outubro às 21.00h na sede da Junta de Freguesia.
- Durante a exposição, serão organizadas visitas por grupos das Escolas da Freguesia, aos locais emblemáticos relacionados com a guerrilha do Remexido.

O horário da exposição durante a semana: das 8.00h às 12.30h e das 14.00h às 18.00h.
Sábados, Domingos e Feriados: das 14.00h às 18,00h.

Texto: Patrick Martins
Informação coadjuvada por: José Vítor ( Presidente da Junta de Freguesia )

>>> "As nossas desculpas aos Abrutienses..."

Sexta-feira, 14 / 09 / 2007

Em nome de toda a nossa equipa “Messines.Info”, pedimos imensa desculpa aos nossos leitores e especialmente à população de “Abrutiais”, pelo o facto de na passada quarta-feira, 12 de Setembro a informação feita aqui no site sobre a manifestação ocorrida no mesmo dia, na aldeia de Abrutiais, obter um erro de alguma responsabilidade, por uma unidade presente nessa mesma manifestação declarar aos elementos da nossa equipa, que a população de Abrutiais não terá tido grande presença nas anteriores manifestações conjuntas com habitantes de Vale Fuzeiros e arredores. Trata-se de um equívoco de mau senso, divulgado por parte de um manifestante da zona de Vale Fuzeiros.

Na tarde de hoje foi reclamado o equívoco da notícia, por Sr. António Sequeira, proprietário de um restaurante em Vale Fuzeiros, que ao fim da tarde de hoje, contactou por linha telefónica um dos coordenadores do site Messines.Info, afirmando que a população de Abrutiais não ficou ausente das manifestações realizadas por ambas as populações, citando: “ A maior parte das pessoas de Abrutiais colaboraram nas manifestações em Silves, na de Vale Fuzeiros e até na de Faro! Portanto, acho bem que seja remendado o erro, porque toda aquela população de Abrutiais participou em grande número nas manifestações! Se não foram mais, tanto da parte de Abrutiais como de Vale Fuzeiros, pois sabe-se que havia pessoas que não podiam mesmo faltar ao trabalho e, mesmo assim houve grande esforço por parte de todos! "


O equívoco da informação de quarta-feira, 12 de Setembro por negligência dum cidadão entrevistado por elementos da nossa equipa foi a seguinte:
"Eles têm muita razão, pois isto não se admite de forma alguma um poste ser fixado nesta zona a poucos metros de imensas casas habitadas. Mas o facto é que as pessoas desta zona também só se lembraram a reclamar agora, onde todos nós de Vale Fuzeiros pedimos vezes sem conta que se juntassem a nós nas manifestações de Abril e Maio, de forma a que podessem evitar que Abrutiais fizesse parte do traçado da linha, mas apenas foram 4 ou 5 pessoas daqui, não sabemos ao certo quantas, mas foram poucas...".


Texto: Patrick Martins

>>> "Placa enganadora..."

Quinta-feira, 13 / 09 / 2007

Há cerca de 1 mês e meio, uma placa sem nexo foi fixada em Vale Fuzeiros, irritando vários comerciantes e residentes da aldeia, por se tratar de uma placa sinalética enganadora, que não corresponde à verdade. A placa situa-se no centro da aldeia, supostamente fixada por proprietários de alguma quinta perto da zona, ou até mesmo a 7,5 Km da aldeia. Como se pode visualizar nas imagens, a placa indica o nome da aldeia a 7,5 Km do ponto onde se fixa e ainda mostra outras características, como um símbolo de "PR". Os habitantes da zona do cruzamento onde se encontra a placa, não poupam criticas a esta situação, assim como também os comerciantes da aldeia sentem-se revoltados por esta causar desvio de clientes que não conhecem a zona.

Amílcar Martins, um comerciante de caracóis, revelou-nos a sua indignação:
- MI: Qual a sua opinião em relação à placa?
- AM: A placa indica nada! Com que finalidade tem esta placa? Vale Fuzeiros é aqui!
Tenho publicidade, vão a minha procura e enganam-se no caminho, enfiam lá para baixo e vão confusos! Todos nós comerciantes perdemos com isto! Os 7 km e meio na placa.. o que é que significa?? Quem fez aquilo? Ninguém nos avisou de nada!

Um grupo de residentes que se encontrava na zona onde o sinal está fixado, também reclamou a situação à nossa equipa, clamando: "Isto que está aqui não tem jeito nenhum! Onde é que já se viu admitir-se uma coisa destas, se em tantos anos isto chamou-se Vale Fuzeiros e agora o nome fugiu para 7,5 Km daqui
!? ( risos )
Ainda por cima para uma estrada de terra batida em direcção a hortas! Agora digam-nos lá se não dá vontade de arrancar isto daqui? Pois é o que dá vontade sim! Agente só vê vedetas a fazer coisas destas! Mas se ninguém tomar iniciativa de tirar esta placa daqui, pois algum de nós vai fazê-lo, por mais que nos provoque problemas, mas mais problema que este que está aqui, não é! "

A placa sinalética foi fixada no limite de um terreno de um proprietário, que declara não ter sido informado pelo(s) autor(es) desta. Num total de informações adquiridas pela nossa equipa à população local, todas revelaram desconhecimento quanto ao efeito e autoria deste feito. As imagens aqui apresentadas são esclarecedoras quanto à placa sinalética apresentar uma situação de erro grave.

Clique em cima da imagem para visualizar melhor:




Texto: Patrick Martins
Fotografia: Luciano Sequeira

>>> "Guerra contra Alta Tensão continua..."

Quarta-feira, 12 / 09 / 2007

Depois de Vale Fuzeiros é a vez de Abrutiais, local perto da aldeia do Furadouro, onde se manifestou hoje muito revoltada a população local, contra os postes de alta tensão que a REN fixa naquela zona.



Foi por volta das 14h30 quando se iniciou os protestos, concentrando um vasto número de habitantes do local, no intuito de bloquear a passagem aos camiões de betão que ali passam para encher a base do enorme poste que a REN fixa bem ao lado dos moradores de Abrutiais. A GNR de São Bartolomeu de Messines foi de imediato contactada a prevenir o pior, chegando ao local em grande número de agentes ( cerca de 20 ), evitando que a população podesse agir de forma violenta contra os funcionários ( contratados pela REN ) que ali progridem as obras. Os manifestantes não se mostraram atemorizados com a presença dos agentes da GNR, chegando ao ponto de os agentes fazerem barreira, evitando que os manifestantes avançassem para a zona da obra. Ao final da tarde a situação foi controlada, quando os manifestantes abandonavam o local, com os agentes da GNR a manterem-se no local até ao final do horário dos funcionários das obras que prosseguiu com normalidade.

" Habitantes de Vale Fuzeiros apoiaram Abrutiais"

A maioria dos habitantes de Abrutiais manifestou-se conjuntamente com as populações das aldeias vizinhas, logo no inicio do mês de Março do presente ano, evitando com sucesso que o traçado da linha se fixasse sobre a zona de Vale Fuzeiros, mas sem sucesso em Abrutiais. Na tarde de hoje, no local dos protestos dos moradores de Abrutiais, encontravam-se várias pessoas de Vale Fuzeiros num acto de solidariedade.

As populações
da freguesia de São Bartolomeu de Messines que se mostraram afectadas com o traçado da linha de alta tensão pretendida pela REN, realizou seis manifestações ao todo, sendo uma na Aldeia de Vale Fuzeiros, quatro frente à Câmara Municipal de Silves e uma frente do Governo Civil de Faro, registando-se sempre um número significativo de manifestantes. O efeito foi positivo, ao qual o traçado da linha eléctrica foi submetida a uma alteração na zona de Vale Fuzeiros, sendo os postes de alta tensão futuramente fixados mais a norte daquela área habitada.

Texto: Patrick Martins
Fotografia: Luciano Sequeira

>>> "Semana gastronómica em Messines..."

Segunda-feira, 03 / 09 / 2007

A 2ª edição da semana gastronómica em São Bartolomeu de Messines vai-se realizar no próximo mês de Novembro, como já tinha sido oficialmente anunciada no dia 18 do mês de Junho passado pela Junta de Freguesia local. A razão para o qual se impôs a dar continuidade ao evento, foi pela 1ª iniciativa ter superado as expectativas, sendo considerada um sucesso.

A qualidade e diversidade gastronómica da freguesia vai assim mais uma vez mostrar o que de melhor tem para servir os apreciadores e curiosos da cozinha tradicional.

As datas ainda não são oficialmente conhecidas, dado que será aqui anunciado em breve.

Texto: Sandra Castelo

>>> "Homem suicidou-se a tiro..."

Terça-feira, 28 / 08 / 2007

Na manhã de hoje, Rui Manuel Constantino foi encontrado em casa sem vida, com tiro de arma de fogo na cabeça. O homem de 38 anos, nascido a 1 de Setembro de 1969, filho de pais emigrantes, residia no Bairro de Farinha em São Bartolomeu de Messines e sofria de perturbações mentais, havendo possibilidade de se tratar de um suicídio.

O homem terá disparado um tiro na cabeça logo ao inicio da manhã, sendo depois encontrado sem vida pela sua mãe. A Policia Judiciária que investigou o caso, desconhece ainda um motivo concreto que terá levado Rui Constantino a cometer o acto, mas a investigação ainda prossegue, podendo haver ainda uma conclusão mais concreta do ocorrido nas próximas horas.

Texto: Sandra Castelo

>>> "Cruzamento da morte volta a matar..."

Segunda-feira, 27 / 08 / 2007

No Cruzamento da saída de Messines para Algoz, Albufeira e Silves faleceu esta manhã um individuo, vitima de acidente de viação. O indivíduo era empregado na PT Comunicações e residia na aldeia do Benaciate. Ao que se apurou, o próprio terá infringido a prioridade de um Veiculo Longo, transportador de veículos ligeiros, que seguia em direcção pela estrada Silves - Albufeira. Infelizmente o indivíduo terá tido morte imediata pelo forte embate que ali se proporcionou, não podendo assim a equipa médica socorrer a tempo.

A população da Vila e seus aglomerados sente-se revoltada pelo o facto de este já ser um episódio que se repete desde à longos anos e nada se tenha feito para a existência de uma possível rotunda ou até mesmo semáforos que poderiam travar este tipo de catástrofes. Foram várias as vítimas que ali se acidentaram, sendo mais de 30% dos casos fatais, levando à morte. A população não se mostra em nada agradada com a ignorância dos responsáveis deste local já chamado de “Cruzamento da Morte”, apontando culpas para a Câmara Municipal de Silves, mais propriamente para a Presidente ` Isabel Soares ` que em nada se opôs até à data para com os responsáveis daquele cruzamento bastante problemático para os condutores e até mesmo para os piões que ali atravessam.


Texto: Patrick Martins

>>> "Estrada de Vale Fuzeiros de mal a pior..."

Quinta-feira, 26 / 07 / 2007

Os habitantes de Vale Fuzeiros sentem-se revoltados com o estado da estrada de acesso à zona, danificada desde há muitos anos, após a finalização da obra da Barragem do Funcho ali avizinhada.

Os principiais responsáveis dos danos ali provocados naquela estrada da Aldeia, a empresa Teixeira e Duarte e suas filiais construtoras da obra da Barragem, que se terão comprometido à incumbência da reconstrução das estradas de acesso entre Amorosa e Vale Fuzeiros, com novo tapete de alcatrão, mostraram-se isentos a esse até à data, após a finalização da obra da Barragem nos finais dos anos oitenta. A estrada encontra-se bastante degradada, vitima das elevadas cargas dos camiões que por ali passaram em prole da obra no Funcho, em que ao longo dos anos comprometeu vários prejuízos à população que ali reside, desde uma considerável limitação no turismo conjecturado na zona, até a outros prejuízos financeiros por danos automóveis.
No início dos anos noventa a população ainda chegou a pensar que estava a ser cumprida a promessa da estrada empossar um novo tapete, aquando de uma presença de obreiros que se opuseram a introduzir uma ligeira camada de alcatrão na velha estrada, parecendo-se como um novo tapete, mas que apenas serviu de remendo.

“ Eles enganaram-nos bem, 2 ou 3 anos depois da porcaria que aqui fizeram por causa da Barragem do Funcho, aparecem aqui com uma máquina de espalhar alcatrão, mas nem a 2 centímetros de grossura chegava essa camada, foi só mesmo para não dizerem que nem cá vieram”, frisou um morador da zona.

A estrada encontra-se com imensos declines, altos e baixos, especialmente em curvas de mero perigo, ao que indica ter sido já uma das grandes causas dos acidentes de viação ali provocados. Nas bermas, assim como também em várias partes do centro da estrada, encontra-se várias camadas de alcatrão a remendar covas de grande fundura que se vão abrindo constantemente. Nas imagens abaixo, da autoria da equipa de Messines.Info, evidencia-se por diversas vezes, onde já existiu alguns dos buracos de grande profundeza e em que foram colocadas três, ou mais camadas de alcatrão a remendar o mesmo buraco, o que provoca os enormes declines, “parecendo mais um caminho em postas de alcatrão em prestações e não uma estrada”, como assim dizem os moradores da zona.

“Aqui no Verão costumava ser forte presença das famílias emigrantes, mas com estas estradas numa vergonha compreende-se porquê não se arriscam a vir, pois normalmente eles trazem carros que custam os olhos da cara, e a andar nestas estradas ficam com eles num oito, como se costuma dizer não é, mas mesmo a estrangeirada, se não for em carros alugados, também pouco por cá aparecem agora. As condições cada vez estão piores e mais logo nem um carro de praça tem vontade de cá vir buscar as pessoas, já que a camioneta da carreira também não existe aqui, olhe, mais logo voltamos aos anos 50 ou 60 e só falta não haver luz”, frisa uma moradora da zona.

Note-se que a Aldeia de Vale Fuzeiros é desde há largos anos atrás a maior zona turística, e das mais históricas da Freguesia de São Bartolomeu de Messines, em que o mau acesso à zona desfavorece por completo e compromete o desenvolvimento e crescimento social da área, provocando um enfraquecimento na riqueza que se preveria na Aldeia e arredores.

-------------------------------------------------------------------
Fotografias da estrada de Vale Fuzeiros, Julho 2007

( clique nas fotografias para vê-las ampliadas )


















Texto: Marta Campos
Fotografia: Luciano Sequeira


>>> "Baile de finalistas do 9º ano..."

Domingo, 01 / 07 / 2007

Na passada noite de Sábado, realizou-se o "Baile de Finalistas", dos alunos do 9º ano da Escola E, B, 2, 3 João de Deus de Messines.
O evento teve inicio às 22h30 no salão de espectáculos dos Bombeiros Voluntários de Messines, com a presença de alunos, professores, pais de alunos, entre outros participantes. Durante toda a noite, o palco foi de Carlos Coelho, ao ritmo da música popular portuguesa e acompanhado de uma voz feminina, que animou as danças dos vistosos alunos vestidos de Gala.

Mas o momento principal da noite foi esperado com grande ansiedade por parte dos alunos, momento esse das decisões do júri, que se impôs a eleger alguns dos finalistas vencedores da noite, onde contou com nomes como a Prof.ª Adélia e a carismática Dona Lurdinhas da farmácia "Algarve", entre outros. E os nomeados foram conhecidos já no final da festa, pelas 1h, com o júri a entregar o feito a Cláudia Caetano e a Gonçalo Santos, finalistas vencedores. Os outros atributos foram entregues a Rafaela Varela e também de novo a Gonçalo Santos, como Miss e Mister simpatias da noite. Ficando assim concluida uma noite de festa para os estudantes e professores da Escola E, B, 2, 3 João de Deus.


Fotografias do Baile de finalistas, Sábado, 30 de Junho 2007

( clique nas fotografias para vê-las ampliadas )
......Gonçalo Santos e Rafaela Varela ................O dueto de Carlos Coelho


A equipa do júri

Texto: Patrick Martins
Fotografia: Laura Gonçalo


>>> "As marchas de São Pedro..."

Sexta-feira, 29 / 06 / 2007

Na passada noite de quinta-feira, 28 de Junho foi noite de festa em São Bartolomeu de Messines, onde se comemorou em grande o São Pedro, juntando uma multidão vinda de todas as partes do Concelho de Silves e arredores.

O evento teve inicio pelas 20h, com
marchas em nome de vários locais do Concelho, como a de São Bartolomeu de Messines, Silves, Armação de Pêra, Alcantarilha, São Marcos da Serra, Portela de Messines, entre outros. Na música destacou-se a presença da Sociedade Filarmónica Silvense, agrupamento musical com mais de sete décadas de existência, fundada em 1933. Também a escola E, B, 2, 3 João de Deus de São Bartolomeu de Messines que representou em grande número as camadas mais jovens da noite. O evento contou com a presença de pessoas de todas as idades como é habito, desde as mais criancinhas até às mais idosas.

Os Santos Populares, como o Stº António,
o S. João e o S. Pedro tornaram-se um alvo comemorativo na Vila de São Bartolomeu de Messines ao longo dos anos. Ao invés dos últimos anos, em que as marchas do S. Pedro se realizaram na larga Rua da Liberdade no centro da vila, este ano a marcha deparou-se na Rua Francisco Vargas Mogo, a bem dizer, rua das Instituições, onde se encontra a Casa do Povo, a Junta de Freguesia, o Centro de Saúde, o Lar de Idosos e até a União Desportiva Messinense.

Este evento foi organizado pelo Rancho Folclórico de São Bartolomeu de Messines e teve o especial apoio da Junta da Freguesia.


Fotografias das Marchas de São Pedro, quinta-feira, 28 de Junho 2007

( clique nas fotografias para vê-las ampliadas )










Texto: Patrick Martins
Fotografia: Laura Gonçalo